fbpx

Alta nos FIIs: por que o número de investidores brasileiros cresceu 660% em apenas 3 anos?

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print
FIIs
Foto: Pexels

Assessor de Investimentos aponta os principais motivos para o aumento massivo dos Fundos Imobiliários no país

De acordo com dados recentes divulgados pela B3, de dezembro de 2018 a janeiro de 2022, o número de investidores brasileiros que integram o universo dos Fundos de Investimentos Imobiliários (FIIs) apresentou um crescimento de 660%.

Na visão dos analistas de mercado, a contração da taxa de juros – algo que aconteceu até 2021, somado ao aprimoramento da qualidade dos produtos desses Fundos foram fatores decisivos para o aumento do interesse nesse mercado.

Para Bruno Issa, Assessor de Investimentos da InvestSmart, alguns fatores vêm colaborando para atrair cada vez mais investidores para o mercado financeiro.

“O advento da internet, que facilitou o acesso à informação, pode ter sido o principal fator macro que favoreceu o crescimento do número de investidores. Especificamente de 2018 em diante, a queda da taxa de juros para patamares onde o rentismo deixou de ser uma opção viável no Brasil, forçando as pessoas a tomarem risco para rentabilizar, e o crescimento do mercado financeiro como um todo, trazendo boas opções de empresas e Fundos para se investir, foram os principais motivos.”, afirmou Issa.

Ao final de 2018, mais de 200 mil pessoas faziam parte dos FIIs. Atualmente, esse número já ultrapassa 1,5 milhão, o que configura um salto significativo.

Veja abaixo o número de investidores em FIIs de dezembro 2018 a janeiro de 2022:

PeríodoNúmero de Investidores
Dezembro de 2018208 mil
Dezembro de 2019645 mil
Dezembro de 20201.172 mil
Dezembro de 20211.546 mil
Janeiro de 20221.583 mil

Fonte: B3

De acordo com o Assessor de Investimentos, o crescimento de investidores nessa classe de ativos dos Fundos Imobiliários pode partir de uma educação financeira que o brasileiro costuma receber, de que investir em imóveis (comprar na intenção de alugar) é uma boa opção de investimento.

“Muitos investidores, que hoje buscam os FIIs, o fazem por terem no subconsciente que são investimentos mais seguros, justamente pela relação tangível de algo que eles têm acesso, que são os imóveis.”, explicou Bruno.

Segundo ele, quando os brasileiros pensam em investir, a primeira opção que costuma vir em mente são os Fundos Imobiliários. Somado a isso, as vantagens que esses ativos carregam também contribuem para a escolha.

“Pela atratividade de pagar rendimentos mensais isentos, poder trazer valorização das cotas e, em momento de inflação global, ter o reajuste dos aluguéis atrelados aos índices de inflação do país, os FIIs fazem bastante sucesso entre os investidores brasileiros.”, destacou o assessor.

Inicialmente, os Fundos Imobiliários eram direcionados apenas aos investidores qualificados – termo intitulado pela CVM para investidores que possuem mais de R$1 milhão em investimentos, atestados por escrito, ou tenham certificações aprovadas pela entidade.

Entretanto, essa restrição sofreu alterações e esses Fundos passaram a ser disponibilizados para o público em geral. Nesse movimento, eles se tornaram produtos da Renda Variável que podem ser adquiridos por R$100, por exemplo.

Além disso, segundo o Banco Central (BC), de julho de 2017 até o início de fevereiro de 2022, a taxa Selic apresentou uma porcentagem inferior a dois dígitos. Vale dizer que o período de menor patamar foi observado entre os meses de agosto de 2020 a março de 2021, em que a taxa era de 2% ao ano.

Portanto, em uma conjuntura de queda da taxa de juros, a Renda Fixa costuma apresentar um rendimento menor quando comparado aos FIIs. E para aproveitar o movimento do mercado, os investidores tendem a buscar alternativas de investimentos como esses Fundos, por exemplo.

É importante ressaltar que o desenvolvimento desse segmento também foi um fator decisivo para a alta no número de investidores. De acordo com a B3, o primeiro Fundo Imobiliário teve sua estreia na década de 90, e mais de 20 anos depois, já são 394 FIIs disponíveis no mercado.

Expectativas para os FIIs nos próximos anos

O crescimento dos FIIs é visível e motivador para o segmento, afinal, em cinco anos, a subida foi exponencial e importante no Brasil. Ainda que o mercado de Fundos Imobiliários de outros países esteja bem à frente, já é possível perceber um avanço, além de um espaço enorme para o desenvolvimento do mesmo.

“No final da década de 90, tivemos o primeiro Fundo listado na Bolsa brasileira, isso é muito recente, a tendência é de que tenhamos cada vez mais Fundos listados e uma adesão maior dos investidores, principalmente os que têm imóveis ou que buscam uma renda passiva mensal, com a propagação das informações sobre esse segmento.”, finalizou Bruno Issa.

Quer saber mais sobre investimentos?

Você pode gostar
BlackRock: as 4 tendências que podem fazer o mercado de ETFs triplicar
A indústria global de ETFs (Exchange Traded Funds) está a caminho de triplicar de tamanho. Se há vinte...
Inflação medida pelo IGP-10 em maio vem menor que mediana com deflação no atacado de agropecuários
O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) desacelerou a +0,10% em maio, após ter aumentado +2,48%...
O que é Renda Passiva e como calcular
Você já deve ter ouvido falar em “viver de renda“. Isso acontece quando investidores conseguem bons...
Primeiro índice de empresas do agronegócio vai estrear nesta segunda-feira na B3
A B3 vai estrear nesta segunda-feira (16) o primeiro índice com temática agro, que vai acompanhar o desempenho...
Navegue pelo site
Siga nas redes sociais
Cadastre-se na Newsletter

O portal www.aprendaainvestir.com.br é de propriedade BANKRIO FINANCIAL HOLDING LTDA (CNPJ/MF nº 33.935.936/0001-63). Apesar da empresa estar sob o controle comum, os executivos responsáveis tecnicamente são totalmente independentes, sendo que estes na função da execução de suas atividades não exercem nenhuma atividade conflitante. Desta forma, os conteúdos vinculados no site são de caráter exclusivamente informativo, não sofrendo, de qualquer aspecto, influência de decisões comerciais e de negócios de outras sociedades, sendo os mesmos produzidos de acordo com o juízo de valor e as convicções da equipe técnica. Ao preencher algum formulário, você aceita compartilhar os seus dados de contato com as empresas controladas pelo grupo.

© 2021 | Todos os direitos reservados