fbpx

Bancos Centrais e Fundos soberanos estão se tornando mais verdes

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print
Bancos Centrais e Fundos soberanos estão se tornando mais verdes
Foto: Pixabay

(Reuters) – A pandemia de Covid-19 está acelerando uma mudança de Bancos Centrais, Fundos soberanos e Fundos de pensão públicos para estratégias de investimento mais verdes e ativistas, mostrou uma das maiores sondagens anuais sobre o comportamento dessas instituições.

A pesquisa Investidores Públicos Globais do think-tank OMFIF reuniu 102 instituições que supervisionam um total de 7 trilhões de dólares neste ano para monitorar como a pandemia e outras tendências de longo prazo as estão afetando.

“Definitivamente, houve uma aceleração (de fatores de ESG) devido à Covid”, disse a economista-chefe do OMFIF, Danae Kyriakopoulou.

Pela primeira vez desde que o OMFIF começou a perguntar sobre ESG (sigla em inglês para meio ambiente, social e governança), a maioria em todas as três categorias de investidores públicos globais (GPIs) disse que agora implementa esses pilares de alguma forma.

Os bancos centrais representaram cerca de 60% da amostra da pesquisa deste ano e, embora muitos não invistam em ações ou projetos de infraestrutura, os títulos verdes continuam sendo a opção ESG mais popular.

Mais de um terço dos bancos consultados na pesquisa agora os detém, embora alguns também afirmem que a liquidez e a falta de oferta de títulos verdes, especialmente em dólares, podem ser uma dificuldade.

 

Ponto de inflexão

A pesquisa também mostrou uma tendência mais ativa de adicionar esses ativos à carteira especialmente entre Fundos soberanos e fundos de pensão públicos. Em vez de apenas excluir os poluidores, muitos agora estão comprando especificamente de empresas ou projetos que estão fazendo a transição de práticas mais poluentes ou menos responsáveis para as mais sustentáveis.

No entanto, ainda existem claras lacunas. A pesquisa descobriu que cerca de 60% dos GPIs não usam benchmarks ESG -uma espécie de lista de compras de ativos que eles podem ou não possuir – e apenas 8% tinham seus próprios benchmarks personalizados.

Quer saber mais sobre investimentos?

Você pode gostar
Quanto rende R$1 milhão na poupança?
Com a taxa básica de juros a 12,75% ao ano e a inflação nas alturas, entender quanto rende R$ 1 milhão...
Como a CVM pretende monitorar os influenciadores digitais de finanças
A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) acompanha o mercado, as tendências e o comportamento dos atores...
BlackRock: as 4 tendências que podem fazer o mercado de ETFs triplicar
A indústria global de ETFs (Exchange Traded Funds) está a caminho de triplicar de tamanho. Se há vinte...
Ensaio sobre a aleatoriedade
Um discurso sobre o comportamento do investidor através da literatura José Saramago se tornou um grande...
Navegue pelo site
Siga nas redes sociais
Cadastre-se na Newsletter

O portal www.aprendaainvestir.com.br é de propriedade BANKRIO FINANCIAL HOLDING LTDA (CNPJ/MF nº 33.935.936/0001-63). Apesar da empresa estar sob o controle comum, os executivos responsáveis tecnicamente são totalmente independentes, sendo que estes na função da execução de suas atividades não exercem nenhuma atividade conflitante. Desta forma, os conteúdos vinculados no site são de caráter exclusivamente informativo, não sofrendo, de qualquer aspecto, influência de decisões comerciais e de negócios de outras sociedades, sendo os mesmos produzidos de acordo com o juízo de valor e as convicções da equipe técnica. Ao preencher algum formulário, você aceita compartilhar os seus dados de contato com as empresas controladas pelo grupo.

© 2021 | Todos os direitos reservados