fbpx

Brasil está em recessão técnica? Veja o que isso significa e conheça os impactos na economia 

Índice do artigo

Recessão técnica
Foto: Freepik

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Produto Interno Bruto (PIB) do país apresentou uma redução durante dois trimestres seguidos em 2021. No período de abril a junho deste ano, o PIB caiu 0,4%, segundo o divulgado pelo instituto, e 0,1% entre julho e setembro.

No famoso economês, jargão atribuído aos termos utilizados por economistas, quando acontece do PIB de um país demonstrar queda por dois trimestres consecutivos, eles denominam a conjuntura como recessão técnica.

É uma espécie de alerta, afinal, ela aparece com o objetivo de indicar que algo não está caminhando na direção correta quando o assunto é a economia. Acontece no momento em que uma nação está declinando significativamente, com o aumento da taxa de desemprego e dos índices de falência, queda do consumo e de produção.

Entretanto, apesar da nomenclatura dar a impressão de ser sinônimo de recessão, este fenômeno é diferente. Mesmo com duas quedas trimestrais no PIB, o Brasil tende a encerrar o ano de 2021 com crescimento próximo a 5%. Dessa forma, não apresenta uma recessão de fato, como vamos explicar mais adiante.

 

Desempenho dos setores brasileiros e o impacto na queda do PIB

Segundo os dados segmentados pelo Bank of America (BofA), o grande destaque foi para a retração do setor agropecuário que chegou a 8% no segundo trimestre deste ano. No primeiro, a diminuição observada foi de 2,9%.

Além disso, de acordo com os analistas, a queda pode ser fruto do empecilho, por parte dos chineses, à carne bovina brasileira.

Separando por grupos, o PIB apresentou o seguinte comportamento em 2021:

  • Exportação: -9,8%
  • Importação: -8,3%
  • Agropecuária: -8,0%
  • Indústria: 0,0%
  • Consumo das famílias: +0,9%
  • Consumo do governo: +0,8%
  • Serviços: +1,1%
  • Comércio: +2,8%

Por conta desse desempenho, o Brasil desceu para a 26ª posição no ranking dos 33 países, que traz o desenvolvimento global no terceiro trimestre de 2021, da agência classificadora de risco Austin Rating. Na colocação divulgado em setembro, referente ao segundo trimestre, o cenário brasileiro era outro, ou seja, o país ocupava a 28ª em uma lista ainda maior, de 44 países.

A elevação da taxa de juros, além do aumento significativo da inflação, foram elementos que ajudaram o país a chegar nessa conjuntura atual. No ano passado, a recessão técnica foi diminuída pelo pacote de estímulos oferecido para a população de baixa renda.

A conta deixada pela pandemia ainda está sendo paga e, por isso, o reflexo está aparecendo no desempenho do Produto Interno Bruto do Brasil.

 

Recessão técnica versus Recessão real

Para que não fiquem dúvidas sobre a recessão técnica e a real, vamos estabelecer um comparativo entre ambas.

Segundo os economistas, a recessão real ou também chamada de profunda, não está focada na quantidade de trimestres negativos.

Em outras palavras, ela ocorre quando uma grande quantidade de indicadores econômicos, como atividade da indústria, mercado de trabalho ou vendas no comércio, por exemplo, apresentam quedas expressivas.

Sendo assim, em uma conjuntura como a citada acima, já fica mais fácil visualizar que a economia está seguindo por um caminho de recessão, sem mesmo levar em consideração a exposição do PIB pelo IBGE.

Resumindo, a recessão técnica foca nas duas últimas quedas trimestrais do PIB, enquanto a recessão real é uma soma de fatores responsáveis pelo declínio de um país.

 

Então o Brasil não está em recessão real?

Exatamente! Mesmo com dois trimestres seguidos apresentando queda no Produto Interno Bruto, os economistas ainda não consideram que o Brasil esteja vivenciando uma recessão real até o momento.

Na verdade, o cenário atual é visto como uma crise, em que a inflação se mostra acelerada, o desemprego está volumoso e o Dólar nas alturas. Entretanto, há indicadores que caminham contra a maré de queda e, por isso, apresentam dados considerados positivos.

As vendas do varejo e serviços são exemplos de setores que tiveram altas significativas nos últimos meses de 2021.

 

Crise e recessão: qual é a diferença?

Dizer que um país está enfrentando uma crise econômica não quer dizer que ele está em recessão, entretanto, o processo inverso é uma realidade. Ou seja, uma nação que vive uma recessão, também está em crise econômica.

Isso tudo acontece porque as crises podem ser eventos passageiros e não necessariamente são inteiramente estruturais. No caso da recessão, é um sinal de que haverá uma transformação no desenvolvimento da economia e, na maioria das vezes, tende a apresentar um cenário mais delicado a ser solucionado.

Em suma, uma conjuntura de recessão possui característica de uma crise, porém, mais prolongada e estrutural.

 

Essa é a primeira recessão técnica do Brasil?

Não. Na verdade, os brasileiros já vivenciaram esse tipo de recessão em outros períodos, como por exemplo, nos anos de 2009, 2015 e 2016. O evento mais recente foi em 2020, quando a pandemia do novo coronavírus eclodiu e trouxe um cenário conturbado economicamente.

 

Considerações finais

Como vimos até aqui, uma recessão técnica acontece quando o PIB de um país apresenta queda por dois trimestres consecutivos.

Na visão dos economistas, o que deve ser feito para que o cenário seja revertido em 2022 é um combo de medidas, ou seja, uma boa política de geração de empregos somada a investimentos externos.

Quer saber mais sobre investimentos?

Você pode gostar
A Selic aumentou! Entenda os desdobramentos
Após 11 altas consecutivas, a Selic aumentou novamente nesta quarta-feira (3). A reunião do Comitê de...
EUA entram em recessão técnica e analistas apontam riscos para o Brasil
A recessão nos Estados Unidos, sinalizada por dois trimestre consecutivos de queda do Produto Interno...
Fed confirma expectativa e sobe os juros nos EUA
O Federal Reserve (Fed), que é banco central norte-americano, anunciou nesta quarta-feira (27) o aumento...
Entenda o PIB de uma vez por todas: como funciona e para que serve 
O que é e como funciona o PIB? Produto Interno Bruto ou, simplesmente, PIB! Essa é a definição para a...
Navegue pelo site
Siga nas redes sociais
Cadastre-se na Newsletter

O portal www.aprendaainvestir.com.br é de propriedade BANKRIO FINANCIAL HOLDING LTDA (CNPJ/MF nº 33.935.936/0001-63). Apesar da empresa estar sob o controle comum, os executivos responsáveis tecnicamente são totalmente independentes, sendo que estes na função da execução de suas atividades não exercem nenhuma atividade conflitante. Desta forma, os conteúdos vinculados no site são de caráter exclusivamente informativo, não sofrendo, de qualquer aspecto, influência de decisões comerciais e de negócios de outras sociedades, sendo os mesmos produzidos de acordo com o juízo de valor e as convicções da equipe técnica. Ao preencher algum formulário, você aceita compartilhar os seus dados de contato com as empresas controladas pelo grupo.

© 2021 | Todos os direitos reservados