fbpx
Índice do artigo

O que não falta no Brasil são bancos. Sejam instituições antigas, modernas, tradicionais, digitais, não importa, com o passar dos anos, o número se multiplicou. Mas não é só na rua que é possível perceber esse crescimento. Afinal, se pararmos para analisar as empresas negociadas na Bolsa de Valores brasileira, a lista de bancos com capital aberto é extensa.

Um deles é o Banco Santander, presente na B3 há mais de 10 anos. Pensando na importância de conhecer detalhadamente as companhias antes de aplicar capital nelas, montamos este artigo para que você conheça a empresa Banco Santander. Confira!

 

Histórico do Banco Santander

Fundado em 1857 na Espanha, o Santander é uma instituição financeira que atua dedicado a desempenhar a função de banco comercial. Sendo assim, a maior parte da sua receita advém de contas bancárias, transferências, cartão de crédito ou para guardar dinheiro. Atividades básicas da maioria dos bancos espalhados por aí.

Presente em mais de dez mercados principais, na Europa e nas Américas, a instituição é o principal conglomerado financeiro na América Latina. Isso porque detém posições de destaque no Chile, no México, na Argentina e aqui no Brasil. Além disso, é o maior banco na Zona do Euro e um dos maiores do mundo.

 

O Banco Santander no Brasil

No Brasil, o banco chegou cem anos depois da sua criação, por meio de um contrato operacional feito com o Banco Intercontinental do Brasil S.A. Em seguida, no ano de 1970, foi aberto o primeiro escritório de representação no país. Entretanto, as atividades do Banco começaram mesmo em 1982, com a abertura da primeira agência.

Posteriormente, em novembro de 2000, o Grupo Santander adquiriu o Banespa – banco sob domínio, até então, do Estado de São Paulo. Em seguida, oito anos depois, 2008, o Santander Spain assumiu o comando das ações indiretas do Banco Real e depois absorveu o Grupo Santander.

Ainda em 2008, a aquisição pelo Santander Brasil do capital social do Banco Real foi aprovada por meio de um processo de incorporação de ativos. A partir daí, o Santander adquiriu o posto de terceiro maior banco privado do Sistema Financeiro Nacional por ativos.

Presente em todas as regiões brasileiras, a instituição conta com uma ampla estrutura com Postos de Atendimento Bancário, agências e máquinas de autoatendimento. Além dos escritórios regionais, unidades culturais e centros de tecnologia que também fazem parte da gama de serviços que o Banco oferece.

A sede brasileira está localiza em São Paulo e toda a operação brasileira integra o chamado Grupo Santander. Aqui e nos países que possui filiais, o modelo adotado é o de subsidiária autônoma em capital e liquidez. Sendo assim, o Banco está alinhado com as características de funcionamento e de regulação em cada mercado, com a finalidade de afastar o risco entre as distintas unidades.

 

Atuação do Banco Santander

A atuação do Santander Brasil se fragmenta em duas estruturas:

  • Banco Comercial

Reúne todas as atividades do varejo – atendimento a pequenas e médias empresas com faturamento até R$200 milhões e pessoas físicas com investimentos variados.

  • Atacado

Direcionado às grandes empresas e operações no mercado de capitais, como uma espécie de banco global.

 

Ações da empresa Santander

No ano de 2009, o Banco Santander abriu capital na B3. As ações ordinárias, representadas pelo ticker SANB3, e preferenciais, SANB4, foram listadas para negociação em bolsa.

Além disso, a instituição financeira também se encontra no mercado fracionário com os códigos SANB11F, SANB3F e SANB4F.

 

Ações Santader
Em 28 de dezembro de 2020, a SANB3 atingiu o pico de valorização – R$22,13

 

De acordo com o gráfico acima, o pico de valorização das ações ordinárias (SANB3) do Santander veio apenas no último mês do ano de 2020. Levando em consideração o período bastante conturbado, por conta da crise sem precedentes do novo coronavírus, os ativos caminharam para uma estabilidade.

Olhando novamente para a imagem, depois da subida em dezembro de 2020, as ações permaneceram com altas não muito instáveis. No dia 04 de junho, os ativos voltaram a marcar valorizações próximas ao pico – R$21,57.

Mesmo que o pico não tenha sido batido este ano, para a conjuntura atual ainda pandêmica, é um resultado visto com bons olhos. Afinal, o mercado financeiro segue enfrentando instabilidades em virtude de novas variantes do vírus e medidas de contenção do mesmo. Essas, afetam diretamente a evolução da economia e gera incerteza por parte dos investidores da Bolsa brasileira.

 

Conclusão

Há quase 40 anos presente no mercado brasileiro, o Banco Santander colhe os frutos desde a inauguração da primeira agência, em 1982.

Localizado nas mais diversas regiões do país, a instituição pode ser analisada por qualquer investidor que tenha interesse em alocar capital nos seus ativos. Isso porque o Santander é uma das tantas empresas com capital aberto na B3.

Por fim, não esqueça de ficar por dentro de todos os detalhes da companhia antes de investir nela. Entenda sobre o histórico, analise os números, fique por dentro da administração e todos os fatores importantes da empresa.

Não deixe de adaptar o desempenho, o setor e outros fatores aos seus objetivos e perfil de investidor.

Quer investir na Bolsa de Valores, mas não sabe por onde começar? Então não perca tempo e procure um assessor de investimentos. Ele é um profissional que conhece o mercado acionário como ninguém e pode te auxiliar nesse processo.

Quer saber mais sobre investimentos?

Compartilhar:

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia mais

Posts Relacionados