fbpx

Conheça os derivativos: segurança e proteção de patrimônio até na Renda Variável

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Índice do artigo

Derivativos
Foto: Freepik

São inúmeros os elementos que compõem o mercado financeiro, uns mais simples e outros um pouco mais complexos. Mas se você está ambientado ao universo da Renda Variável, provavelmente já ouviu falar sobre os derivativos e, talvez, até saiba o que eles são.

Para os investidores que estão com vontade de navegar por novos horizontes além da Renda Fixa, os derivativos podem trazer muitas dúvidas e ser ainda mais difíceis para os iniciantes, aqueles que ainda estão tentando entender como fazer parte desse ambiente.

Então, vamos esclarecer o que são, quais são seus tipos e os detalhes mais importantes desse famoso produto que está disponível no mercado de Renda Variável. Confira!

 

Antes de tudo, o que são os derivativos?

Derivativos são uma espécie de contrato financeiro cujo valor final está relacionado à parte ou ao total do preço de um ativo, uma Taxa de Referência ou um índice de mercado.

Ações, moedas e juros são exemplos desses ativos financeiros. Porém, existem os derivativos de ativos físicos, que são baseados no preço das commodities, como café, soja e outros. Sendo assim, vários pontos são dependentes dessa relação, como o prazo e o preço que serão estabelecidos futuramente.

Resumindo, como o nome já sugere, ele deriva de algum ativo. Por exemplo, imagine um derivativo de uma ação da Petrobras. Ele é como se fosse um contrato que depende do aumento ou queda das Ações da empresa para que suas cláusulas passem a valer.

 

Função dos derivativos

De acordo com a situação em que o derivativo está sendo utilizado, ele pode apresentar diversas finalidades. A primeira delas é servir como uma ferramenta de proteção financeira.

A outra está em ser uma alternativa de especulação, utilizando a técnica de alavancagem – que se resume em aumentar o rendimento do investimento, por meio de uma movimentação de capital maior que o saldo do investidor.

E por fim, a última função dos derivativos é servir como uma espécie de seguro contra os riscos da operação.

 

Tipos de derivativos

São três os principais modelos de derivatidos:

  • Mercado a termo

Nesta categoria de mercado, o princípio está no compromisso de compra ou venda de um determinado ativo ou mercadoria por um preço (fixo) e quantidade preestabelecida. Porém, ele só acontecerá em uma data futura, também informada no momento da assinatura do contrato.

Por exemplo, imagine um cenário de compra de Ações de uma determinada empresa a termo de 60 dias. Sendo assim, o investidor assume a responsabilidade de comprar a ação após a conclusão desses 60 dias.

Entretanto, ele definiu o valor a ser pago anteriormente, então não arca com nenhuma diferença, caso o preço tenha sofrido alguma alteração. Além disso, a parte que ficou comprometida em vender também deve fazer valer o seu compromisso.

Vale lembrar que essa negociação do contrato a termo pode ser negociada na Bolsa de Valores ou no mercado de balcão.

 

  • Mercado futuro

O funcionamento desta categoria é bastante similar ao contrato anterior, do mercado a termo. A diferença está no preço, pois no contrato futuro ele não é fixo. Ou seja, existe o chamado “ajuste diário”, em que a cotação vai se regulando de acordo com as perdas e os ganhos até o vencimento do documento.

Não é necessário fornecer ou comprar o produto fisicamente, isto é, ao adquirir os contratos, o investidor está comprando apenas o direito sobre as oscilações do valor daquele produto. Além disso, a oferta e demanda dos ativos são o que provocam as suas variações.

Existem duas formas de compra nesta modalidade, pelo índice cheio ou mini índice. O primeiro é um contrato normal, com valor completo. Já o segundo, é uma categoria mais acessível, por ter um valor menor.

Dentro dos produtos que podem ser negociados no Mercado Futuro brasileiro estão: Dólar, café, boi gordo e Índice Bovespa.

 

  • Mercado de Opções

Neste cenário, as coisas mudam um pouco de figura. Isso porque o Mercado de Opções não é pautado em uma obrigação de negociação, mas sim no direito. Ou seja, o investidor tem a possibilidade e a não obrigação de comprar ou vender um ativo por um preço e prazo preestabelecido em uma data futura.

O seu funcionamento se parece com a aquisição de um seguro de carro. Ao escolher pelo contrato de opções, o investidor deve pagar ao indivíduo que vendeu o ativo, o chamado prêmio. Mas, não confunda com o preço do ativo, pois o prêmio está associado ao montante pago para que, futuramente, exista a possibilidade de comprar ou vender o ativo.

O mais comum no Brasil é o Mercado de Opções sobre Ações.

Por exemplo, imagine um investidor que comprou uma opção, e ele é chamado de titular. A partir do momento da assinatura do contrato, ele terá plenos direitos de comprar ou vender o ativo na data do vencimento. Além disso, tem o poder aplicar o preço acordado na hora da contratação.

Vale lembrar que não existe obrigação, então ele pode esperar pelo vencimento da opção. Nesse caso, o seu prejuízo está apenas na perda do valor que pagou como prêmio.

Do outro lado das partes envolvidas, existe o vendedor da opção, conhecido como lançador. Ele tem a obrigação do exercício, em caso de o titular querer realizar.

Veja um exemplo prático:

Um investidor que quer opções de compra das Ações da Ambev. Caso ele (titular) queira o direito de comprar os ativos da empresa na data do vencimento da opção e pelo valor fixado anteriormente, o vendedor (lançador) tem a obrigação de disponibilizar os papéis necessários para vendê-las.

 

Conclusão

Recapitulando, os derivativos são conhecidos entre os investidores da Renda Variável e, na maioria das vezes, uma novidade para quem investe capital apenas na Renda Fixa. Além disso, como vimos até aqui, eles são investimentos cujo valor deriva em função do comportamento de outro ativo.

Em outras palavras, são como contratos financeiros que possuem um valor final atrelado a uma parte ou ao total do preço de um ativo, uma taxa ou índice. E por fim, podem servir como proteção financeira, alternativa de especulação ou como forma de seguro contra os riscos de uma operação.

Se interessou pelo mercado de derivativos e quer saber mais sobre como investir nesse produto de Renda Variável que oferece segurança e proteção ao patrimônio?

Então procure uma assessoria de investimentos para entender melhor o seu perfil de investidor e conhecer as oportunidades mais adequadas aos seus objetivos no mundo dos investimentos.

Quer saber mais sobre investimentos?

Você pode gostar
Por que é tão difícil guardar dinheiro? A ciência pode explicar
Um dos pilares da educação financeira é o estudo sobre temas que circundam as finanças, como juros, rendimentos,...
Qual seria o salário mínimo ideal para conseguir viver e investir?
No começo de 2022, o presidente Jair Bolsonaro sancionou o ‘novo’ salário mínimo –...
IPO: o que esperar para 2022
A Bolsa de Valores fechou o ano de 2021 com 52 ofertas de IPO, que gerou a captação de mais de 54 bilhões...
Tesouro Prefixado 2022: como reinvestir o dinheiro resgatado
Se você possuía Tesouro Prefixado 2022 em sua carteira de investimentos, certamente já viu, no saldo...
Navegue pelo site
Siga nas redes sociais
Cadastre-se na Newsletter

O portal www.aprendaainvestir.com.br é de propriedade BANKRIO FINANCIAL HOLDING LTDA (CNPJ/MF nº 33.935.936/0001-63). Apesar da empresa estar sob o controle comum, os executivos responsáveis tecnicamente são totalmente independentes, sendo que estes na função da execução de suas atividades não exercem nenhuma atividade conflitante. Desta forma, os conteúdos vinculados no site são de caráter exclusivamente informativo, não sofrendo, de qualquer aspecto, influência de decisões comerciais e de negócios de outras sociedades, sendo os mesmos produzidos de acordo com o juízo de valor e as convicções da equipe técnica. Ao preencher algum formulário, você aceita compartilhar os seus dados de contato com as empresas controladas pelo grupo.

© 2021 | Todos os direitos reservados