fbpx

Girl Power: empresas da B3 com maior participação feminina

Índice do artigo

Mesmo que o equilíbrio tão sonhado ainda não exista, é muito importante ver o número de mulheres aumentando a cada dia mais nas companhias ao redor do mundo. Quando o nicho se restringe às organizações presentes na Bolsa de Valores, é ainda mais difícil ver o público feminino dominar esses espaços. Neste artigo você vai conhecer algumas exceções.

Participação feminina na gestão de empresas da B3

Que o número de mulheres marcando presença no mercado financeiro está crescendo, não é segredo e já mencionamos aqui no Aprenda a Investir. Em agosto de 2020, o público feminino representava 24,84% dos CPFs registrados na B3, aproximadamente 742 mil investidoras. Mas e participando dos Conselhos de Administração das empresas de capital aberto, como será que o cenário se comporta?

De acordo com uma pesquisa feita pela instituição de índices financeiros Teva Índices, as 5 empresas da B3 com maior participação feminina em conselhos são:

enjoei

1º lugar – Enjoei

Campeã no quesito, a startup detém 60% de participação feminina em cargos altos. A companhia conta com um time de 5 pessoas no conselho sendo 3 delas mulheres.

2º lugar – BMG

O Banco BMG ocupou a posição de vice no ranking. Isso porque a instituição possui 50% do seu time composto pelo público feminino. Das 8 pessoas que formam o conselho administrativo do banco, 4 delas são mulheres.

magazine luiza

3º lugar – Magazine Luiza

A gigante varejista, que se destaca cada dia mais no mercado, não poderia estar fora desse grupo. Comandada por uma mulher, a companhia tem uma participação feminina de 43%. Isso porque das 7 pessoas que integram o conselho administrativo da empresa, 3 são mulheres.

aeris

4º lugar – Aeris

A fabricante brasileira Aeris entrou na disputa ao obter 40% do seu administrativo comandado pelo público feminino. A companhia possui um total de 2 mulheres em um conselho composto por 5 pessoas.

vivara

5º lugar – Vivara

A maior rede de joalherias do Brasil, Vivara, também detém 40% do seu time administrativo composto pelo público feminino. O conselho reúne um total de 5 pessoas sendo 2 mulheres.

 

Demais posições do ranking

Ainda com números expressivos de mulheres no conselho, a empresa Mills aparece na sexta posição com 38% do seu time constituído pelo público feminino. Assim como Santander (7º), Copel (8º), Porto Seguro (9º) e Pague menos (10º), que possuem o mesmo percentual de ocupação feminina no cargo, 33%.

Vale destacar que o critério de desempate utilizado pela instituição organizadora da pesquisa foi a maior capitalização do mercado.

 

Conclusão

A partir dos números divulgados pelo estudo, é possível perceber que as empresas estão dando espaço para a igualdade de gênero em cargos de liderança. Entretanto, o destino final ainda está longe de chegar, mas de pouquinho em pouquinho as mulheres conseguem ir conquistando seus ambientes. Afinal, o público feminino diariamente mostra a sua competência e poder de estar onde ele quiser.

Quer saber mais sobre investimentos?

Compartilhar:

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia mais

Posts Relacionados