fbpx
Índice do artigo

Os dividendos são parte do lucro de empresas de capital aberto que são distribuídos, obrigatoriamente, aos seus acionistas. Ao comprar uma ação de uma companhia da Bolsa de Valores, você se torna, automaticamente, sócio dela e tem direito a parte dos lucros. Porém, nem todas as empresas distribuem dividendos, isso porque eles não são exigidos para empresas que não estão listadas na B3.

Como os lucros são calculados?

Cada acionista recebe um percentual de lucro que a empresa decide distribuir. Esse valor será proporcional a sua participação, ou seja, a quantidade de ações que o investidor possui de uma determinada empresa. Se a companhia optar por distribuir todo o lucro final, ela paga 100% dos dividendos. Porém, isso não é comum, porque a empresa precisa crescer e reinvestir o dinheiro em melhorias para ela, como tecnologia, estrutura física e outras coisas que gerem mais lucro futuramente.

A frequência de pagamento dos dividendos varia de empresa para empresa. Elas pagam de forma trimestral, semestral ou até anual. E ainda existem outras que pagam mensalmente, como acontece, por exemplo, com a maioria dos bancos. Depois que a empresa disponibiliza o ganho para o acionista, ele tem duas opções:

  1. Retirar o lucro e usá-lo da forma que quiser;
  2. Reinvestir o lucro, na mesma empresa ou em qualquer outro investimento.

Caso o acionista opte por reinvestir o dinheiro, ele poderá decidir se compra mais ações, investe em fundos, em renda fixa, no exterior, dentre outras muitas opções. O importante é que o reinvestimento feito esteja de acordo com seus objetivos e tolerância ao risco.

Por que os dividendos são importantes?

No momento em que uma pessoa decide investir, o objetivo é lucrar, mesmo que o caminho até o ganho seja mais ou menos tolerante ao risco e o prazo seja curto, médio ou longo. Os dividendos são formas de investimento que caracterizam uma renda passiva – todo capital adquirido com pouco ou nenhum tempo alocado. Ou seja, o lucro não é proveniente de um trabalho ou atividade e sim, por exemplo, de algum investimento. Sendo assim, aplicar focado em ter dividendos resulta em um aumento da renda passiva do investidor.

Quais os próximos passos para investir em ativos pagadores de dividendos?

Próximos passos

Um dos principais motivos que leva as pessoas a entrar no mercado de ações é a busca por dividendos. Porém, é importante entender que o rendimento depende de uma série de combinações, como patrimônio de cada investidor, o seu perfil e, principalmente, seu objetivo.

Por ser algo bastante particular, acreditamos que não há receita a ser seguida para escolher uma empresa para investir. Mas, existem algumas sugestões para identificar qual o melhor caminho para você.

Temos 3 recomendações de próximos passos que podem ser feitas individualmente ou simultaneamente:

  • Procurar relatórios de corretoras ou casas de análises que já terão selecionadas as ações mais compatíveis com o investimento focado em dividendos;
  • Ler livros sobre o assunto para desenvolver seu senso crítico e aprender mais sobre o universo da bolsa de valores;
  • Procurar um profissional do mercado financeiro, como Assessores de Investimento, para tirar dúvidas em como investir em ativos pagadores de dividendos e quais as melhores opções disponíveis.

E se essa busca é porque você quer uma forma de viver de renda, leia nosso artigo.

O que é viver de renda? Como isso é possível?

Quer saber mais sobre investimentos?

Compartilhar:

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter

Uma resposta

  1. Iniciar aplicação em ações ou em fundos. Claro que não são grandes valores, mas com intenção de médio e até longo prazo. É para garantia de uma renda no futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *