fbpx

PIX pelo mundo: como o pagamento instantâneo funciona em outros países

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Índice do artigo

PIX
Foto: Pixabay

O PIX, uma forma de pagamento instantâneo digital, foi lançado no Brasil em novembro de 2020 e virou um queridinho por ser fácil, rápido e sem custos para os usuários. Ele já era uma alternativa para os pagamentos à vista e, recentemente, passou a oferecer a opção de parcelamento — o PIX Parcelado ou PIX Garantido.

Já parou para se perguntar se esse tipo de serviço funciona em outros lugares? A resposta é “sim”. A tecnologia existe em mais de 50 países. Saiba como é o PIX pelo mundo.

Reino Unido

No Reino Unido, a tecnologia de transferência monetária instantânea e sem intermediários existe há mais de 10 anos, de acordo com Graziela Fortunato, especialista em Finanças Pessoais e professora da Escola de Negócios da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio).

O Faster Payments tem alta adesão dos britânicos. A média é de 7 milhões de transações diárias, totalizando 5,4 bilhões de libras esterlinas, o equivalente a cerca de R$39,5 bilhões.

Estados Unidos

Nos Estados Unidos também existem aplicativos que permitem que os usuários transfiram dinheiro instantaneamente, como o Venmo e o Zelle.

Segundo o Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed), entre 2022 e 2023, será lançado o Fednow. O serviço permitirá que todos os bancos nos EUA ofereçam opções de pagamento em tempo real e todos os dias da semana, com transferências concluídas em segundos.

Austrália

A Austrália tem o New Payments Platform (NPP), também uma tecnologia para transações financeiras mais rápidas.

Com o NPP, o usuário pode fazer pagamentos instantâneos entre contas de qualquer instituição financeira participante da plataforma 24 horas por dia. O dinheiro fica disponível na conta de destino em segundos.

Índia

Segundo a FIS, fornecedora mundial de soluções de tecnologia para comerciantes, bancos e empresas do mercado de capitais, a Índia é o país que lidera o ranking em transações instantâneas.

Os indianos têm o Immediate Payment Service (IMPS), que funciona de forma semelhante à transferência eletrônica disponível (TED) brasileira e ao Unified Payments Interface (UPI), que utiliza smartphones para alimentar várias contas bancárias em um único aplicativo móvel para qualquer banco participante.

O país é considerado um exemplo, pois conseguiu incluir nos sistemas milhares de cidadãos sem conta-corrente em banco.

China

Na China, o Internet Banking Payment System (IBPS) lida principalmente com transações de pagamento interbancário de varejo via internet, permitindo que clientes enviem pagamentos online e obtenham resultados em tempo real. O IBPS foi colocado em operação em todo o país em agosto de 2010.

O pagamento em tempo real da China é referência para outros lugares, já que é o país que tem o segundo maior número de transações instantâneas por dia — mais de 38 milhões.

O cenário de pagamentos digitais chinês é dominado pelos aplicativos WeChat, da Tencent, e AliPay, do grupo Alibaba. Segundo o estudo Flavors of Fast, da FIS, as duas carteiras combinadas concentram aproximadamente 90% do mercado, ou seja, formam um duopólio.

Benefícios do pagamento instantâneo

O objetivo do pagamento instantâneo é aumentar a eficiência dos sistemas financeiros e reduzir os custos e a intermediação. Todas essas vantagens já foram obtidas pelos países que aderiram ao pagamento instantâneo digital.

No Brasil, conforme explica Fortunato, o PIX, além de promover a eficiência, aumentou a competitividade entre as instituições financeiras. Para a especialista, isso é um ponto superpositivo, pois reduz custos.

“Os serviços financeiros precisam reduzir o agente intermediário. Não faz mais parte da realidade a pessoa ter que pagar uma taxa, como o documento de ordem de crédito (DOC) ou a TED, para fazer uma transferência de dinheiro”, pontua Fortunato.

A professora afirma ainda que a modernização e a facilitação do serviço são uma tendência em todo o mundo graças à redução de custos que possibilita. Ela complementa que, no Brasil, diminuir custos é fundamental para a eficiência do sistema.

 

Veja mais:

PIX e suas novas funcionalidades

Quer saber mais sobre investimentos?

Você pode gostar
Quanto rende R$1 milhão na poupança?
Com a taxa básica de juros a 12,75% ao ano e a inflação nas alturas, entender quanto rende R$ 1 milhão...
Empreendedorismo: 3 dicas para formalizar o seu negócio
Com o início da pandemia da Covid-19, iniciada em 2020, muitos brasileiros se encontraram sem seus trabalhos...
Conheça a empresa JHSF
Além do setor imobiliário tradicional, que a maioria conhece, existe no mercado o ramo de alta renda,...
Como a CVM pretende monitorar os influenciadores digitais de finanças
A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) acompanha o mercado, as tendências e o comportamento dos atores...
Navegue pelo site
Siga nas redes sociais
Cadastre-se na Newsletter

O portal www.aprendaainvestir.com.br é de propriedade BANKRIO FINANCIAL HOLDING LTDA (CNPJ/MF nº 33.935.936/0001-63). Apesar da empresa estar sob o controle comum, os executivos responsáveis tecnicamente são totalmente independentes, sendo que estes na função da execução de suas atividades não exercem nenhuma atividade conflitante. Desta forma, os conteúdos vinculados no site são de caráter exclusivamente informativo, não sofrendo, de qualquer aspecto, influência de decisões comerciais e de negócios de outras sociedades, sendo os mesmos produzidos de acordo com o juízo de valor e as convicções da equipe técnica. Ao preencher algum formulário, você aceita compartilhar os seus dados de contato com as empresas controladas pelo grupo.

© 2021 | Todos os direitos reservados