fbpx

Rússia X Ucrânia: entenda os impactos na economia e como proteger seus investimentos

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Na quarta-feira (23), a Rússia iniciou ataques contra a Ucrânia, com a justificativa de proteger o povo da região separatista de Donbas. O desentendimento entre os dois países é antigo, e piorou em 2014, quando a Rússia anexou parte do território da Ucrânia, onde fica localizada a região da Crimeia.

Por isso, ao perceber movimentações do exército russo próximas à fronteira, outros países da Europa e os Estados Unidos ligaram o alerta e garantiram o levantamento de sanções contra Rússia, caso a mesma seguisse com o ataque.

Dessa vez, o objetivo da Rússia era impedir que a Ucrânia estabelecesse relações com a OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), visto que, pela proximidade entre os países, as fronteiras da Rússia seriam expostas.

Mas quais as consequências econômicas desse conflito?

O primeiro impacto vai ser nos preços. Por conta da pandemia, gargalos de produção e crise energética, boa parte das nações mundiais passam por um período de inflação. O conflito entre Rússia e Ucrânia piora a situação das economias, visto que, os dois países são importantes produtores de petróleo e trigo.

Segundo a Folha, a Rússia, por exemplo, é responsável por quase 11% das exportações mundiais de petróleo, enquanto os dois países juntos são responsáveis por cerca de 30% da produção mundial de trigo.

A interrupção das exportações e piora nos gargalos de produção, tendem a gerar pressões de aumento nos preços, levando os países a adotarem políticas monetárias cada vez mais restritivas.

Além disso, os Estados Unidos e países da União Europeia já iniciaram as rodadas de sanções econômicas e financeiras contra a Rússia, proibindo negócios com bancos estatais russos.

Já a Alemanha paralisou o licenciamento do gasoduto Nord Stream 2, que permitiria o aumento do fornecimento de gás Russo para Europa. No caso da União Europeia, houve a limitação dos acessos ao seu mercado de capitais e a proibição do comércio com as regiões ucranianas controladas pela população pró-Rússia.

E para o Brasil?

Para o Brasil, além do impacto na inflação, que pode levar a um aumento ainda maior na taxa Selic, um conflito entre os dois países pode levar ao aumento do Dólar em relação ao Real, pois momentos de instabilidade tendem a fortalecer a moeda norte-americana em relação aos seus pares.

E como você pode proteger seus investimentos desse cenário?

Nesse cenário, é importante manter uma carteira diversificada. Na Renda Fixa, os ativos atrelados à inflação e pós-fixados podem ser considerados proteção, visto que o aumento nos preços tende a pressionar as taxas de juros, que podem ser usadas como mecanismo para controlar a inflação no Brasil e no mundo.

É nesse momento que enxergamos a importância de investir em ativos considerados de proteção, como o ouro, Dólar e outros ativos internacionais.

No lado da Renda variável, o conflito tende a impactar positivamente o setor de commodities. Os dois países têm forte influência na exportação de petróleo, e a Rússia é um importante exportador de gás natural.

Por outro lado, o cenário de inflação elevada e aumento nos juros pode impactar alguns setores como o varejo. Já a pressão no Dólar, tende a sensibilizar setores como companhias aéreas e empresas importadoras de insumos.

Você pode gostar
Milionários na Poupança: pesquisa mostra que há 24 mil cadernetas com mais de R$1 milhão
Em pleno 2022, a Caderneta de Poupança segue sendo tradicional e queridinha dos brasileiros. Ainda que...
Finanças para casais: saiba como ter uma vida financeira saudável a dois
Quem não fica nas nuvens ao amar e ser amado, não é mesmo? Conhecer alguém especial, começar um relacionamento...
B3 lança 13 BDRs de ETFs internacionais para investidor Pessoa Física
A B3 lançou 13 BDRs (Brazilian Depositary Receipts) de ETFs (Exchange Traded Funds) para Pessoas Físicas....
XP facilita crédito à Pessoa Física e busca crescer carteira em dez vezes
O Banco XP facilitou o acesso ao crédito pelas Pessoas Físicas, tirando a contratação das linhas somente...
Navegue pelo site
Siga nas redes sociais
Cadastre-se na Newsletter

O portal www.aprendaainvestir.com.br é de propriedade BANKRIO FINANCIAL HOLDING LTDA (CNPJ/MF nº 33.935.936/0001-63). Apesar da empresa estar sob o controle comum, os executivos responsáveis tecnicamente são totalmente independentes, sendo que estes na função da execução de suas atividades não exercem nenhuma atividade conflitante. Desta forma, os conteúdos vinculados no site são de caráter exclusivamente informativo, não sofrendo, de qualquer aspecto, influência de decisões comerciais e de negócios de outras sociedades, sendo os mesmos produzidos de acordo com o juízo de valor e as convicções da equipe técnica. Ao preencher algum formulário, você aceita compartilhar os seus dados de contato com as empresas controladas pelo grupo.

© 2021 | Todos os direitos reservados